Review Colete de hidratação CamelBak Ultra Pro Vest

Por Danilo Vivan - 05 Jan 2018
Equipamentos

Este é nosso segundo review de equipamento de hidratação. Desta vez, testamos o Ultra Pro Vest, colete da marca californiana CamelBak, a pioneira na fabricação de produtos desse tipo – a ponto de o termo ‘camelbak’ ter sem tornado quase uma metonímia, sendo usado como sinônimo de mochila de hidratação, mesmo as de outras marcas.

Pra verificar sua performance em trilha, levei a Ultra Pro Vest ao Pico do Jaraguá, em São Paulo.

Tendo inventado as mochilas de hidratação no final da década de 1980, é de se esperar que os produtos da CamelBak sejam, no mínimo, excelentes. E o equipamento faz jus às principais características apregoadas pela marca, de ‘ultra leveza e ultra conforto’. Oferecida em três tamanhos, P, M e G e confeccionada em Mesh vent 3D, ela oferece um ótimo ajuste ao corpo com pouco peso.

O colete pesa 180 gramas e possui uma capacidade total de 4,5 litros, sendo 3,5 litros para itens secos (como por exemplo um corta vento, géis ou outros alimentos) mais 1 litro de duas garrafinhas isotérmicas (chamadas de ‘flasks’, do inglês, ‘frasco’) que vêm junto com o equipamento e ficam bem acessíveis. A proposta é que você não precise sacar essas garrafinhas dos bolsos para se hidratar na trilha. Para isso, elas possuem um bico de silicone com um orifício transversal na ponta, muito parecido com o que é usado nas demais mochilas de hidratação da marca. Aqui há um macete: para fazer a água fluir, é preciso morder esse bico comprimindo o corte em sentido vertical – se você morder com o corte no sentido horizontal, interromperá o fluxo de água – confira no vídeo.

Se a ideia for fazer uma prova mais longa, que exija maior autonomia de água, o compartimento traseiro já vem preparado para receber um reservatório extra de água de 1 ou 2 litros não incluído no pacote.

Voltando ao colete, em si, a parte traseira possui dois compartimentos, sendo um mais fechado, ótimo para itens dos quais você não precisa o tempo todo na prova – um saco estanque com itens de primeiros socorros, por exemplo – e o outro de acesso rápido com uma grande abertura lateral. Confesso que, na ida ao ‘campo de testes’ do Jaraguá, acabei esquecendo que teria de testar a capacidade da mochila e simplesmente não levei itens de trilha para recheá-la. A solução foi improvisar colocando nela tudo que encontrei no carro: desodorante, case de óculos escuros, carteira e até mesmo o manual do proprietário do meu veículo. Foi uma gambiarra que acabou servindo para comprovar que, embora pequeno, o colete é bem elástico e comporta muito mais quinquilharias do que se pode imaginar por sua aparência.

Na parte da frente, o equipamento possui, além dos compartimentos para os flasks, dois bolsos dianteiros, um com zíper para celular (coloquei meu iPhone 7, tela de 4,7 polegadas) e outro um pouco menor, para géis e capsulas de sal, por exemplo, além de um apito, item padrão nas mochilas de hidratação mais modernas e que é sempre muito bem vindo, já que faz parte da maioria dos kits obrigatórios de corridas de aventura. Duas fitas de ajuste dianteiras cuja altura pode ser regulada (detalhe do qual gostei bastante) complementam o ajuste ao corpo.

De forma geral, embora o preço seja relativamente elevado (R$ 728), o equipamento se mostrou bastante compatível com a proposta da marca de ser um colete leve e respirável.

A Adventuremag agradece a equipe da CamelBak pelo equipamento.

CamelBak Ultra Vest Pro
Capacidade da mochila: 3,5 litros
Capacidade dos flasks (garrafinhas): 1 litro
Peso: 180 gramas
Preço: R$ 728
Encontrado nas principais lojas de produtos Outdoor.

Por Danilo Vivan
05 Jan 2018 | geral | Equipamentos
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente