Mountain Bike

Dicas para contratar o seguro da sua bike

Não importa qual é a sua modalidade: urban, mountain, speed, se sua bike é original ou montada, se você pedala por esporte ou lazer. O importante aqui é proteger nossa bike contra roubo, furto e danos durante o pedal ou o transporte.

Há muitas dúvidas sobre fazer ou não um seguro, sobre qual o valor da bike, sobre o que é ou não coberto pelo seguro, as exclusões, o prazo de indenização, necessidade ou não de nota fiscal, se há seguro para bikes montadas, se há ou não franquia, por isso decidi ajudar vocês, afinal, além de ser corretora de seguros eu também pedalo e posso entender nossas necessidades, dúvidas e preocupações.

Bom, vou resumir ao máximo. Dentre as seguradoras que oferecem este seguro, destacam-se duas basicamente: Argo Protector e Porto Seguro.

Ambos os seguros cobrem roubo e furto qualificado quando sua bike está em casa, durante o pedal ou o transporte, em todo território nacional. Os danos causados durante o transporte, como numa colisão por exemplo, também estão cobertos, desde que respeitadas algumas condições: uso adequado de suporte com amarras e também cadeado e corrente e desde que o veículo esteja sendo conduzido pelo segurado, seu cônjuge ou descendentes.

A Protector Bike só faz seguro para bikes de valor igual ou superior a R$ 3.000,00. Possui coberturas adicionais, além de roubo e furto qualificado, como danos à bike durante o pedal e danos à terceiros, como um atropelamento, por exemplo. Logo é um seguro mais completo e que atende melhor quem participa de competições, por exemplo, por isso é conhecido como o seguro para bikes esportivas.

O Porto Seguro Casa + Bike, como o próprio nome sugere, é um seguro para residência, contra incêndio, roubo, furto, vazamentos, etc no qual é possível contratar a cobertura para roubo e furto qualificado para uma ou mais bikes, num mesmo seguro/apólice, independente do seu valor, inclusive acima de R$ 3.000,00. Ideal para quem utiliza sua bike como lazer ou transporte.

Sobre a vantagem de colocar uma bike no seguro com valor de até R$ 3.000,00, devemos considerar o valor da franquia que é de 10% do valor da indenização, com mínimo de R$ 800,00. Se tenho uma bike de R$ 1.000,00 e vou ter uma franquia de R$ 800,00 mais o valor do seguro, financeiramente, não vale a pena!

As franquias na Protector Bike são de 10% do valor da indenização, com mínimo de R$ 800,00 e máximo de R$ 2.800,00, considerando bikes de R$ 3.000,00 ou mais e com coberturas adicionais, há um bom custo-benefício.

Agora vou chamar a atenção para dois pontos muito importantes que fazem parte das exclusões da cobertura, ou seja, se não forem cumpridos, desobriga a seguradora a realizar a indenização pelo dano.

TRANSPORTE
A bike deve ser transportada devidamente acondicionada em racks específicos, thule, eqmax, etc, e protegida com cadeado ou corrente que prenda as rodas e o quadro da bike na estrutura do rack, além das amarras. Isso faria com que um ladrão fosse forçado a romper uma barreira física para conseguir furtar a bicicleta. Como consequência, um furto realizado rompendo essa barreira física seria caracterizado como furto qualificado e, portanto, coberto pelo seguro.

O correto acondicionamento da bike é o que garante a indenização no caso de danos durante o transporte, como por exemplo uma colisão.

Atenção! Se uma bicicleta estiver sendo transportada no suporte de teto do veículo e o motorista (dono da bike) esquecer e entrar em garagem com altura insuficiente, causando colisão e danificando a bike, esse sinistro não será considerado acidente no transporte, mas sim, negligência do segurado que é caracterizado como um dano não coberto pelo seguro.

ROUBO E FURTO QUALIFICADO
Este entendimento é essencial para garantir a indenização no caso de um sinistro. Nenhum seguro cobre furto simples, apenas roubo e furto qualificado.

O roubo, o tão temido assalto, acontece quando você está pedalando, por exemplo, e é abordado, sofrendo algum tipo de coação, ameaça ou violência.

O furto qualificado é aquele que ocorre com destruição ou rompimento de obstáculo; abuso de confiança, ou mediante fraude, escalada ou destreza; emprego de chave falsa ou mediante concurso de duas ou mais pessoas.

Esse tipo de furto acontece quando, por exemplo, um ladrão arromba um cadeado para furtar a bike que está presa a ele. Ou ainda quando ele pula um muro de uma casa para levar a bicicleta que está lá dentro. Já em caso de furto simples, não há obstáculo superado no momento do furto.

O seguro não cobre furto simples, logo manter sua bike sempre presa por cadeados e correntes, por exemplo, é um bom método para evitar este tipo de furto, inclusive durante o trasporte, pois somente as amarras não qualificam o furto.

DANOS À BIKE E À TERCEIROS (RESPONSABILIDADE CIVIL)
Somente o Protector Bike cobre os custos de reparo ou reposição em caso de acidentes durante a pedalada, treinos, competições e transporte, além de danos causados a terceiros, como um atropelamento, por exemplo.

O valor de cobertura para danos à terceiros é de 50% do valor da bike, com franquia de R$ 500,00.

A franquia para os danos à bike é a mesma aplicada para roubo ou furto qualificado: 10% do valor da indenização, com mínimo de R$ 800,00 e máximo de R$ 2.800,00.

NÃO TENHO NOTA FISCAL ! MONTEI MINHA BIKE ! E AGORA?
A Protector Bike faz o seguro da sua bike sem nota fiscal. O sistema gera um voucher que deve ser colado na bike. A foto da bike inteira com o voucher substitui a nota fiscal. A solução para as bikes montadas.

A Porto Seguro só faz o seguro de bikes com nota fiscal. Caso a bike tenha sido montada há necessidade de ter a nota fiscal de todos os componentes, pois o valor indenizado será o da somatória das notas.

Há ainda mais duas fotos necessárias para a contratação do seguro: da parte debaixo do quadro onde fica o número de série e do grupo (catracas).

Além disso, há um questionário de análise de risco que deve ser respondido no ato da contratação, solicitando informações sobre utilização, modalidade, treinos, competições, frequência de uso, características e configuração da bike.

A seguradora pode realizar vistoria na bike, antes da aceitação do seguro, sempre que julgar necessária.

SINISTRO
Em caso de sinistro o segurado deverá apresentar a documentação solicitada como Boletim de Ocorrência, Nota Fiscal, se houver, fotos utilizadas no ato da contratação, documentos pessoais do segurado e o que mais for necessário, dependendo do tipo de sinistro ocorrido.

PROTEÇÃO PARA O CICLISTA
Nenhum destes seguros tem cobertura no caso do ciclista sofrer um acidente. Para isso, deve-se contratar um seguro de Acidentes Pessoais.

SAIBA QUANTO CUSTA PROTEGER SUA BIKE
Clique aqui para simular e contratar um Protector Bike.

Clique aqui para solicitar uma cotação Porto Seguro Casa + Bike ou mande um e-mail para contato@mondialeseguros.com.br.

 

----------------

Texto publicado originalmente em mondialeseguros.com.br/index.php/2017/08/08/seguro-para-bikes-proteja-sua-e-pedale-tranquilo/ e publicado com autorização do autor.

Por Ana Correa - Mondiale Seguros
05 Out 2017 | geral | Mountain Bike
publicidade
publicidade
Cadastro
Cadastre seu email e receba as noticias automaticamente no seu email diariamente